A MatosinhosHabit e o Portal da Queixa assinaram recentemente um protocolo de cooperação no âmbito do “Projeto de Responsabilidade Social”.

Foi assinado esta semana um protocolo de cooperação entre a MatosinhosHabit e o Portal da Queixa no âmbito do “Projeto de Responsabilidade Social”. O Portal da Queixa possibilita a todas as entidades de gestão pública acesso gratuito a um conjunto de serviços e condições especiais. É assim possível proporcionar um melhor desempenho na gestão de reclamações, comunicações, análises e relatórios através da plataforma online.

Tiago Maia, administrador da MatosinhosHabit, explica que «este projeto enquadra-se no princípio de responsabilidade social definido pela empresa municipal. É nosso objetivo continuar a promover um contacto eficaz com os cidadãos, estar próximo da população. Com o protocolo agora estabelecido, otimizamos esta comunicação, usufruindo deste serviço sem qualquer custo adicional ou contrapartida financeira como mensalidades ou anuidades».

Entre os meses de abril e maio, a MatosinhosHabit obteve no Portal da Queixa o melhor índice de satisfação alcançado na categoria “Empresas de Gestão Municipal do Portal da Queixa”. O valor atingido (93,5) foi calculado com base nas avaliações de satisfação realizadas pelos consumidores portugueses sempre que uma reclamação passou para a fase de “Resolvida” e/ou “Concluída”.

Tiago Maia, salienta que «esta avaliação é um reconhecimento muito importante do nosso trabalho e daquilo que fazemos diariamente em prol dos munícipes e da habitação em Matosinhos. É também uma demonstração de que a MatosinhosHabit se empenha diariamente para resolver as situações mais delicadas, num curto espaço de tempo, para que todos os intervenientes fiquem satisfeitos.»

Implementado em 2009, o Portal da Queixa é uma startup tecnológica, posicionando-se como a única e maior rede social de consumidores em Portugal, com 360 mil utilizadores registados. Tendo-se tornado numa referência nacional em termos de consumo é visitado, mensalmente, por mais de três milhões de portugueses que pretendem comunicar com outros consumidores, marcas e entidades públicas, bem como estabelecerem comparações com base no índice de satisfação disponível.